Câmara Municipal de Beja

Arquivo Fotográfico


 

História do Arquivo 

 

Já em 1944 se fazia sentir a necessidade da existência de um arquivo fotográfico. A publicação periódica do boletim municipalAvenida "Arquivo de Beja" levou ao acumular de uma série de documentos cartográficos e gráficos, tais como fotografias, gravuras e desenhos. Este facto, associado ao número de negativos (chapas e filmes) já existentes, fez despontar a necessidade de arquivar estes documentos e de os acautelar. Desta forma em 12 de Maio de 1944, na sequência do artigo 11º de uma postura camarária de 1942 onde refere que "das espécies de interesse municipal serão feitas, todas em escala igual, reprodução fotográfica e que as chapas e respectivas fotografias serão devidamente acondicionadas e numeradas" é aprovado em reunião da Câmara Municipal de Beja a criação do "Arquivo Municipal de fotografias, desenhos, estampas e gravuras", com instalação provisória na Biblioteca Municipal ficando sob a direcção e à guarda do então fiel do Museu Militar, Sr. José Rodrigues Mourão Júnior.


Pelo que se pode perceber hoje, através das datas das fotografias, a actividade do arquivo foi efémera, tendofuncionado apenas até finais dos anos sessenta e, a partir daí, a única memória visual da cidade, um espólio fotográfico riquíssimo acerca da história da nossa cidade foi devotado ao abandono.


pracaDFDesde que o arquivo existe que se encontra acondicionado num móvel de madeira, móvel esse que o acompanhou na sua transferência do Museu Militar para a Casa da Cultura, onde está até então, sem qualquer reacondicionamento ou qualquer tratamento técnico. Na altura da transferência apenas se verificou se a documentação existente coincidia com a que estava nos livros de registo. Hoje, os sinais de bicho e humidade invadem o velho móvel colocando em risco todo o espólio existente. No entanto, foi diversas vezes aberto e arejado, a memória da cidade que guarda fez com que fosse frequentemente utilizado para trabalhos estudos e exposições, por parte de escolas , particulares e pela própria autarquia. Infelizmente a inexistência de um controlo de empréstimos fez com que alguns dos seus exemplares se tenham perdido ou disperso nalguns sectores.


Actualmente este espólio fotográfico que, pela sua utilização, já é conhecido de alguns está tratado condignamente, higienizado, bem acondicionado e digitalizado e já se encontra ao dispor de todos.


Missão do Arquivo 


Reunir toda a documentação relativa à cidade de Beja dispersa actualmente em diferentes espaços físicos e em diferentesLargoPJ suportes de informação.


 

Desenvolver políticas, metodologias e técnicas adequadas à preservação guarda e divulgação de documentação especial, ou seja, material não livro que inclui os documentos cartográficos, gráficos (fotografias, postais, gravuras, desenhos, diapositivos, panfletos etc.)


 

Possuir uma política de detecção de espólios contactando entidades e particulares que os pretendam doar ou vender ao município.


 

Prestar um serviço de qualidade não só aos utilizadores internos dos serviços camarários, como também ao público em geral de forma a fomentar acções que promovam o conhecimento pela história da cidade.


Digitalizar os suportes fotográficos permitindo a consulta pelo público das imagens digitalizadas, acesso à base de dados e por outro lado a preservação quer de provas quer de negativos.


 praca